O eu-lírico...
“Eu escrevo para nada e para ninguém. Se alguém me ler será por conta própria e auto-risco. Eu não faço literatura: eu apenas vivo ao correr do tempo. O resultado fatal de eu viver é o ato de escrever.”
247 notas △▽ compartilhe
Eu parei de ser o que não sou, parei de me preocupar com a roupa que vou vestir, não me importa mais se ela agrada ou não os que me olham. Questionaram-me o porquê da minha escrita ser voltada para mim mesmo, não me foi necessário pensar para responder esta pergunta. Eu escrevo sobre mim porque não entendo os outros, eu não sei porque o seu Joaquim compra 12 pães todos os dias, não entendo porque quase sempre a menina de sorriso largo acaba chorando, eu não compreendo a mentalidade divina e não sou nenhum gênio capaz de explicar o que se passa nesse universo. Não pense que é fácil falar de mim, porque não é. Eu também sou muito difícil de compreender, não é sempre que eu sei exatamente do que estou falando, mas mesmo com tudo isso ainda é mais fácil falar sobre mim, vez ou outra eu posso mentir, acrescentar um detalhe quase que imperceptível e ninguém vai reparar, todos vão pensar a mesma coisa: ” esse é o idiota que escreve, ele pensa que é alguma coisa”. E realmente não estão errados, eu penso, penso muito, mas o que penso não é algo visível na minha escrita. Eu não me preocupo com ninguém, a pouca preocupação que tenho eu jogo na lata de lixo, mas as pessoas insistem em se preocupar comigo. Serão fãs? Dificilmente, nem meu cachorro me admira, quanto mais esses seres irracionais. Adoro esse sistema que o mundo implantou, o seu Zé fica preocupado com a vida do João, enquanto o João tá preocupado com a vida da Maria e a Maria por fim preocupada com a vida do seu Zé, todo mundo se preocupa com a vida alheia. Eu escrevo sobre mim e ninguém tem nada a ver com isso, não é questão de ego, não é egoismo, nem muito menos amor próprio. Sabe qual é a verdade? Eu sou lotado de dores e com a dor dos outros ninguém se importa, por isso, eu preciso escrever sobre mim, só eu sei o tamanho de minha dor.
Otávio L. Azevedo 
135 notas △▽ compartilhe

Amei sem querer

Alguns dizem que o amor é cego
O meu porém, se faz de surdo
Gritou que não, em vão, o meu ego
O amor não ouviu, que absurdo!

NAVE POÉTICA

56 notas △▽ compartilhe

Minha mancadas feriu o teu sorriso

e a tua tristeza destruiu o meu.

Sorry | NAVE POÉTICA

240 notas △▽ compartilhe

Que meu crime seja roubar o teu sorriso

e minha sentença, morar em seu coração.

NAVE POÉTICA

105 notas △▽ compartilhe

Dizer “eu te amo” já virou clichê

59 notas △▽ compartilhe

eu não te peço para ficar

eu não te peço para ficar porque seria injusto com você. eu não te peço para ficar porque você sabe que eu quero que fique. eu não te peço para ficar porque quem gosta não se vai e amor não se implora. eu não te peço para ficar porque quem vai embora sou eu. eu não te peço para ficar porque quem diz que vai embora nem está mais aqui.

talvez você nunca esteve.

290 notas △▽ compartilhe

Dei descarga nas flores e nos amores.

334 notas △▽ compartilhe
Com toda sua ânsia para ser feliz, você entrega o bem mais precioso que tem ao primeiro que passa. Você é o descuidado, mas sempre culpa alguém pelo caos do seu coração. Se faz de vitima, mas é algoz. Se você não for a razão da sua felicidade, meu bem, já é o culpado pela falta dela.
Textificar 
65 notas △▽ compartilhe

Vácuo

entre o assunto e o interesse 

entre a vontade e o descaso

entre a procura e a oferta

restou apenas um vácuo.

Textificar

254 notas △▽ compartilhe
Subsisti duas décadas procurando pelo amor da minha vida e agora que eu encontrei, você me pede para esquece-la?
▬ NAVE POÉTICA 
2.779 notas △▽ compartilhe
Tenho medo que você suma, só isso.
João Paulo Ferreira. 
275 notas △▽ compartilhe

PROJETO ANDARES

Escritores, músicos, desenhistas, artistas em geral!
Encaminhe o link de seu post autoral e participe da mais nova vitrine de talentos do tumblr com mais de 130 mil usuários,
Clica e conheça tudo sobre o Projeto. ♥
1.945 notas △▽ compartilhe
Para um músico triste, uma coletânea de saudades.
Jô Costa.  
166 notas △▽ compartilhe

Cansei de escutar repara

…na minha unha pintada,
no meu corte de cabelo novo,
no meu vestido de liquidação.
Para!
Repara você
no meu olhar quase morto,
no corte do meu coração.

NAVE POÉTICA

50 notas △▽ compartilhe

Há dores que vem para o bem.