O eu-lírico...
sinta-se solte-se relicário
251
reblog
"Eu era a palavra
Que você rimava
Em poesias,depois ias
Em dois passos se afastava
E na mesma sintonia
Meu coração palpitava
Maldita essa arritmia
Que você me causava
Meu coração sucumbia
E a agonia aumentava
Quando você sumia
Eu quase infartava
Eu era a palavra
Que você rimava
No seu ritmo atípico
Que me dominava"
Arritmia,Textificar 
425
reblog

Fui frio

Hoje choveu dentro de mim e fez tanto frio em meu coração, que até você sentiu.

NAVE POÉTICA

1
reblog
"+f amei ♡" clamou: trechosdelirantes

Seja bem vinda<3

0
reblog
"Não sei se é aqui ou em outro lugar que avisa quando pega um background, então estou avisando aqui. Todos são lindos." clamou: waywar-d

É aqui sim, obrigada por avisar!

3848
reblog
"Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona. Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação."
Mac Muller    (via anteveer)
15
reblog

Se o amanhã…

Se o amanhã 

a solidão me abraçar

a guerra chegar

a escuridão dominar

tudo ao meu redor

sei que eu terei

um palito de fósforo

para riscar

reacender um pequena chama

um átomo de esperança

e no meio do caos

voltar a sonhar

por isso

nunca poderei perder

meu palitinho de fósforo

que está na caixinha

do meu coração..

jace santana, 13/09/2014.

12
reblog

Sabedoria

Nem toda vitória é vitória

Nem toda derrota é derrota

certos acontecimentos

não se revelam nas aparências

não se mostram na superfície

somente as almas tranquilas

que mergulham profundo

pode cedo entender

quando uma derrota significa derrota

quando a vitória é um ganho

Para os demais… a visão é curta!

Jace, 13/09/ 2014

1795
reblog

Oração pelo mundo.

Que amem,
Amém.

Textificar.

183
reblog

Ninguém sabe o que tem no âmago da poesia entristecida

Não sabem das dores que dão as mãos letra com letra e tampouco a solidão das pontuações, logo questiono-o motivo dos julgamentos que se passa dessas almas vazias; junto as entrelinhas e me firo profundamente com tamanha repercussão de gritos presos e falta de proeza nas delicadezas duma rima. Não choram as lágrimas das figuras de linguagens ocultas, dos amores perdidos e da solidão abusiva, mas ainda assim é perplexo pra quem os lê; ficam atônitos com palavras que se assemelham pairando beleza nos versos, entretanto, quem deixa de ler com os olhos para ler com a alma toca o âmago, abraça a tristeza e se homogeniza-se nos recantos das palavras. O seu ser se mistura com a polissemia, sucumbindo os limites entre alma e poesia. Quem consegue transcender o óbvio e penetrar no covil poético, materializa até as dores de um soneto ultrarromântico, tornam-se a personificação do âmago que só deveria pertencer a poesia. Crescem além de si e uma vez maiúsculos gritam o seu martírio, mas não há quem ouça, pois almas finitas não são capazes de compreender a infinitude de seus buracos negros. Enxergam além das rimas vulgares, são literalmente poesia visceral ambulante. Afinal, o que tem no âmago? nem eles sabem e por isso mesmo continuam sua jornada, conjugando momentos, seguem errantes na beleza da dor que é viver essa viagem lirica.


A Nave poética conduzida por Nathália Rizzo.

427
reblog
"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você viesse comigo, mas a gente nunca sabe quanto tempo dura essa viagem, e é nisso que eu me apego, nessa inexatidão dos fatos. Nessa falsa certeza que se prende a nós conforme a música toca e a gente se apressa pra não perder o passo. Embora a gente sempre perca, nos perdemos tanto que nem sequer passa pela nossa cabeça que podemos nos encontrar de novo. Mas são tantas as esquinas… de um sorriso, de um abraço, e somos mestres na arte de fingir que nada aconteceu. Você me pagaria um café, enquanto eu tento te apagar da minha vida e nesse jogo de quem dispunha de mais, a gente chega à conclusão de que o amor é uma grande dívida."
Chaos
295
reblog

Refém por opção.

Vontade de por contra a parede,
Te roubar um beijo,
Te roubar para mim,
Te sequestrar e enfim
Fazer-te meu refém,
Preso no cativeiro
Do meu coração.
Depois cair em mim e te soltar,
Dar-te todas as chaves,
Para te libertar,
Mas ver você querer ser meu
Refém por opção.

Textificar

6380
reblog
"Um coração partido nunca volta pro mesmo lugar."
Eu me chamo Antônio.  
0
reblog
"pra pegar teus bgs só precisa dá like?" clamou: Anônimo

Tem que avisar tbm

vou voltar a postar bgs para vcs[]

425
reblog

Fui frio

Hoje choveu dentro de mim e fez tanto frio em meu coração, que até você sentiu.

NAVE POÉTICA

17
reblog

Eu não deprecio mais as coisas
Aprendi a olhar a luz
Ainda vejo as nuvens cinzas
Mas elas já não me pertencem


As energias são outras
E as cores se amenizaram
Sobre tons qualquer

Gosto mais das nuvens
Mas agora admiro o sol

Olívia.